• +351914633651
  • grupo269@escoteiros.pt

História/Curiosidades

História/Curiosidades

Existem mais de 50 milhões de escoteiros, jovens e adultos, homens e mulheres, em mais de 200 países e territórios. Cerca de 500 milhões de pessoas foram escoteiras, incluindo personalidades proeminentes em todas as áreas da Sociedade.

Como tudo Começou!

Tudo começou com 20 rapazes e um acampamento experimental em 1907. Foi realizado durante os primeiros nove dias de Agosto de 1907 na Ilha Brownsea, perto de Poole, em Dorset, Inglaterra. O acampamento foi um grande sucesso e provou ao seu organizador, Robert Baden-Powell, que sua formação e métodos atraíam os jovens e realmente funcionavam.

Em Janeiro de 1908, Baden-Powell publicou a primeira edição de “Scouting for Boys”. Foi um sucesso imediato e desde então vendeu mais de 100 milhões de cópias, tornando-se um dos livros mais vendidos de todos os tempos. Baden-Powell tinha apenas a intenção de fornecer um método de treino para rapazes, algo que as organizações juvenis existentes, poderiam adoptar.

Para sua surpresa, os jovens começaram a organizar-se no que se tornaria um dos maiores movimentos voluntários de jovens do mundo.

Expansão do Movimento!

O sucesso de “Scouting for Boys” produziu um Movimento que rapidamente adoptou o nome de The Boy Scouts. Em 1909, “Scouting for Boys” foi traduzido para cinco idiomas, e um comício de escoteiros em Londres atraiu mais de 11.000 escoteiros. Em 1910, BP visitou o Canadá e os Estados Unidos, onde já se estavam a formar Grupos de Escoteiros. O advento da Primeira Guerra Mundial em 1914 poderia ter provocado o colapso do Movimento, mas o treino e experiência providos através do sistema de patrulha provou o seu valor. Os líderes de patrulha assumiram os Grupos quando os líderes adultos se voluntariaram para o serviço militar. Os escoteiros contribuíram para o esforço de guerra na Inglaterra de várias maneiras; Os mais notáveis, talvez, foram os Escoteiros Marítimos, que tomaram o lugar da Policia Marítima, liberando-os para o serviço militar.

O primeiro Jamboree Mundial ocorreu em 1920, com 8.000 participantes, e provou que jovens de diferentes nações poderiam se reunir para compartilhar interesses e ideais comuns. Desde o primeiro Jamboree Mundial no Olympia em Londres, houve 24 outros em diferentes locais.

Durante o Jamboree, a primeira Conferência Escotista Mundial (então chamada de “Conferência Internacional de Escoteiros”) foi realizada com 33 Organizações Escotistas Nacionais representadas. O Bureau Internacional dos Escoteiros, que mais tarde se tornaria a Organização Mundial do Movimeto Escotista, WOSM, foi fundado em Londres em 1920. Em 1922, o primeiro Comitê Escotista Mundial foi eleito na 2ª Conferência Internacional em Paris, onde 31 Organizações Escoteiras Nacionais estavam representadas. A filiação mundial à altura de pouco mais de 1 milhão.

O programa dos primeiros escoteiros

Only recorded complete first edition (1908) “Scouting for Boys” (in three parts), by Lt General Robert Baden-Powell, from Ian Fleming collection, on display at Lilly Library, Indiana University at Bloomington

O escotismo começou como um programa para rapazes dos 11 aos 18 anos de idade. No entanto, quase imediatamente outros também se quiseram juntar. O programa Girl Guides foi iniciado em 1910 por Baden-Powell, que designou sua irmã Agnes para orientá-lo. Em 1915, Robert Baden-Powell tornou-se presidente da Girl Guides Association, e sua esposa Olave, com quem se casou em 1912, tornou-se o novo Guia Principal em 1918. A Divisão Wolf Cub foi formada para crianças mais novas. Usou o “Jungle Book”, de Rudyard Kipling, para fornecer uma estrutura simbólica imaginativa para as actividades. Para os adolescentes mais velhos, foi criado o Rover Scout.

As Guerras Mundiais

Entre as duas guerras mundiais o Escotismo continuou a florescer em todas as partes do mundo – excepto nos países totalitários onde foi banido. O escotismo é voluntário e baseado em princípios democráticos. Durante a Segunda Guerra Mundial, os Scouts realizaram muitas tarefas de serviço – mensageiros, observadores de fogo inimigo, maquinistas, socorristas entre outras funções. Nos países ocupados, o escotismo continuou em segredo, com os escoteiros desempenhando papéis importantes na resistência e nos movimentos clandestinos. Depois que a guerra terminou, descobriu-se que o número de escoteiros em alguns países ocupados havia, de facto, aumentado.

Nos anos 60, 70 e 80 muitos países conquistaram sua independência. O escotismo nos países em desenvolvimento gradualmente evoluiu para um programa para jovens projectado localmente de modo a se adaptar às necessidades de suas comunidades. Escoteiros, especialmente nos países em desenvolvimento, envolveram-se mais em questões como saúde infantil, moradia de baixo custo, alfabetização, produção de alimentos e agricultura, capacitação profissional, etc.
Prevenção do abuso de drogas, aprendizagem de habilidades para a vida, integração de deficientes, conservação ambiental e educação para a paz tornaram-se questões de preocupação para os escoteiros em todo o mundo.

Era pós-comunista

Na década de 1990, o Escotismo renasce em todos os países onde existia antes da Segunda Guerra Mundial, e inicia nos países recém-independentes da Comunidade de Estados Independentes (antiga URSS).

100 anos e mais alem

Em 2007, o Movimento comemorou o seu centenário – 100 anos de Escotismo. O que começou como um pequeno acampamento na Ilha Brownsea é hoje um Movimento crescente com membros em quase todos os países do mundo. Através de sua combinação única de aventura, educação e diversão, o Escotismo consegue renovar e adaptar-se continuamente a um mundo em mudança e às diferentes necessidades e interesses dos jovens em todo o mundo. Ao fazê-lo, continua a ser uma inspiração para os jovens se tornarem cidadãos locais e globais activos, ajudando-os a criar um mundo melhor.

YouTube
Instagram